O direito ao descanso
O direito ao descanso

Monumento comemorativo do IV Aniversário da promulgação do Estatuto do Trabalho Nacional, Colónia de Férias um Lugar ao Sol, Costa da Caparica, 1937

O Regime da Duração do Trabalho de 1934 - diploma que decorre dos princípios constantes no Estatuto do Trabalho Nacional, de 1933 - que vigorará com alterações parciais até ao ano de 1971, estabeleceu pela primeira vez uma jornada de oito horas de trabalho para a indústria, pondo em prática uma convenção da Organização Internacional do Trabalho ratificada em 1928. Para os assalariados agrícolas a mesma conquista surgirá apenas em 1962. Com a redução do tempo de trabalho, cresceu a procura de novas formas de ocupação dos tempos livres e de opções de alojamento económico fora dos grandes centros urbanos.