Concurso de Composição para Orquestra de Sopros - 7ª edição
Fundação INATEL | Banda Sinfónica do Exército
7ª Edição 2018
 
  • Entrega das Obras – até 28 de fevereiro de 2019;
  • Divulgação dos resultados – até 31 de março de 2019.
 
O concerto dos laureados será no dia 18 de junho, no Teatro da Trindade em Lisboa às 21h30.


Há uma complexa relação histórica entre as bandas militares e civis, sendo as primeiras o modelo por excelência das segundas.
Durante muito tempo o músico militar, depois de desempenhar a sua função profissional, continua, fora do contexto de trabalho a ensinar o solfejo, a despertar o gosto pela música, a dar aulas de instrumento, ou a assumir o papel de maestro da banda filarmónica da sua vila ou cidade. Esta realidade ainda se verifica em alguns casos, nos dias de hoje.

 A colaboração entre as Bandas Militares e a Inatel faz parte da história da Fundação, quer seja na ocupação dos tempos livres através de concertos, ou no incentivo à formação e ao estímulo criativo dos jovens músicos através de Concursos de Composição.
 
Atualmente parceira no Concurso de  Composição para Orquestra de Sopros, a herdeira de uma das mais antigas tradições musicais do Exército Portu­guês, nomeadamente através das históricas Banda de Infantaria 1 e Banda de Caçadores 5, é instituída em 1988, a Banda Sinfónica do Exército. Banda representativa do Exército, compreende instrumentistas de sopro, cordas e percussão com cerca de 80 elementos.
Funciona como Escola Prática de Música do Exército, ministrando cursos e estágios que visam essencialmente a formação e aperfeiçoamento dos militares músicos e clarins do Exército.

A primeira edição do Concurso de Composição para Orquestra de Sopros surgiu em 2012 resultado de uma parceria entre a Fundação INATEL e a Banda Sinfónica do Exército.




Historial das edições:
 
Ano N.º obras a Concurso Prémio
2012 / 1.ª Edição 7 1.º Prémio – “O Viajante”, Pedro Santos.
2013 / 2.ª Edição 9 Não houve atribuição do 1º. Prémio
2014 / 3.ª Edição 12 1.º Prémio – “Poseidon”, Alain Rosa
Menção Honrosa: “Nos Lugares”, Fábio Cachão
2015 / 4.ª Edição 9 1.º Prémio – “Zamora 1143”, Nelson Jesus.
Não houve atribuição da menção Honrosa
2016/ 5.ª Edição 7 Não houve atribuição do 1º. Prémio
Menção Honrosa: “Porto de Nós” , Jorge Portela
2017 / 6.ª Edição                   6 1.º Prémio “Variações Litorais”, Vasco Valente
Menção Honrosa: “Urban Landscapes”, Rodrigo das Neves
 
Organização:  Fundação INATEL | Banda Sinfónica do Exército

MAIS INFORMAÇÕES: cultura@inatel.pt