Portugal no Coração

Este ano pode contar com mais um Portugal no Coração, um programa através do qual se pretende oferecer a cidadãos com 65 ou mais anos de idade, residentes fora da Europa e que não visitem Portugal há mais de 25 anos, a oportunidade de redescobrirem o património humano, cultural, gastronómico e paisagístico nacional.
humano, cultural, gastronómico e paisagístico nacional.
Em 2018, esta oportunidade foi proporcionada a 15 participantes, oriundos da Argentina, do Brasil, dos EUA e da Venezuela, que passarão por vários pontos de interesse turístico e cultural em todo país, numa viagem com início a 12 de novembro e término a 21 do mesmo mês.
Esta jornada terá início no Minho, com passagem pelo Bom Jesus de Braga, seguindo rumo a sul com paragens no Porto e em Aveiro.
Terão também um dia dedicado à visita do Santuário de Nossa Senhora de Fátima, local de peregrinação, especialmente para os que cruzaram o oceano em busca de um futuro melhor. De seguida, passarão pela Nazaré e por Óbidos, com estada no INATEL Foz do Arelho Hotel ***, onde terá lugar o almoço oficial de receção. Para terminar o programa, segue-se a visita à capital, Lisboa, passando também pela baía de Cascais e pelo Parque das Nações.
 


Realizado desde 1995, o Portugal no Coração proporciona aos emigrantes seniores que não possuem condições financeiras para custear, por meios próprios, os valores relacionados com viagens e estadas em Portugal, uma oportunidade única de revisitarem o seu país de origem e reverem os seus familiares, sem quaisquer custos para os mesmos.

O programa é composto por uma viagem a Portugal e de regresso ao país de acolhimento, estando previsto um conjunto de atividades turísticas e culturais durante um período aproximado a 10 dias. Após a duração referida, os participantes poderão prolongar a sua estada em Portugal junto de familiares e/ou amigos que os acolham e suportem eventuais encargos daí decorrentes.

Os critérios que presidem à seleção de candidatos são os seguintes:

  • Idade mais avançada;
  • Situação económica de maior carência;
  • Mais longo período sem vir a Portugal.

Os custos do programa são suportados em partes similares pela Direção Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas, TAP Portugal e Fundação INATEL.
 

Promovido:

  • Ministério dos Negócios Estrangeiros
    • Direção Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas
  • Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social
    • Fundação INATEL
  • TAP Air Portugal