Francisco Caneira Madelino
Presidente do Conselho de Administração

Francisco Caneira Madelino, 55 anos de idade, economista, docente no ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa (atualmente professor auxiliar convidado), nas áreas da Teoria Económica, da Economia Portuguesa e Europeia, da Economia do Turismo e da Economia Social, e presidente do conselho geral do IPS (Instituto Politécnico de Santarém).

Desempenha funções como presidente do conselho de administração da Fundação INATEL desde 25 de janeiro de 2016.

É membro do conselho de administração da IST (International Social Tourism Organisation), e do seu Comité da Europa, e preside à secção portuguesa do CIOFF (International Council of Organizations of Folklore Festivals and Folk Arts), assim como membro da assembleia geral da ATP (Associação das Termas de Portugal) e da comissão científica do Centro de Relações Laborais do Comité Económico-Social.

Investigador, e consultor, com vários trabalhos realizados, e publicados, nas áreas do emprego, da formação profissional, da macroeconomia, da economia setorial, da economia social e da economia local, da segurança social e da Administração Pública, realizados no âmbito do ISCTE (incluindo IPPS) e dos Centros de Investigação DINAMIA (Centro de Estudos sobre a Mudança Socioeconómica) e PROACT (Unidade de Investigação e Apoio ao Desenvolvimento Local) e da consultora Espaço e Desenvolvimento.

Entre 2015 e 2018, foi presidente do Instituto de Políticas Públicas e Sociais (IPPS-ISCTE).

Tem sido avaliador de vários programas setoriais suportados por fundos comunitários, alguns deles com equipas internacionais.

Tem exercido vários lugares de gestão na administração central, da qual se destaca a de ex-presidente do serviço público de emprego português, o IEFP, ou da administração local, da qual se menciona as atuais presidências da Assembleia Municipal de Salvaterra de Magos e Intermunicipal da Comunidade da Lezíria do Tejo.

Tem pertencido e pertence a várias instituições com funções importantes nas áreas do emprego e da formação profissional, quer nacionais, quer europeias, das quais se destaca o Comité de Emprego da União Europeia, o Comité Social da União Europeia, a European Training Foundation, a rede europeia de Presidentes de Serviços Públicos de Emprego, a Agência Nacional para as Qualificações, as comissões de acompanhamento de vários programas nacionais suportados pelo Fundo Social Europeu, o Observatório do Emprego e da Formação Profissional, o Conselho de Gestão do Fundo de Garantia Salarial, a Comissão Nacional de Certificação Profissional, a administração do Centro de Formação da OIT de Turim, o Conselho Nacional de Educação, o Conselho Consultivo da Segurança Social, o Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu ou ainda grupos especializados do Conselho Económico-Social.