A Fundação INATEL na génese do Turismo Social em Portugal

Até às primeiras décadas de mil e novecentos, o turismo era sobretudo uma actividade de luxo, reservado aos mais favorecidos. A ocupação dos tempos livres dos trabalhadores centrava-se em associações e sociedades populares de educação e recreio e em actividades de excursionismo, música e leitura. O desenvolvimento de um verdadeiro “turismo social” só em meados dos anos trinta conhece um efetivo desenvolvimento. E o impulso decisivo deve-se em grande parte à criação, em Junho de 1935, da Fundação Nacional para a Alegria no Trabalho, hoje Fundação INATEL.
FNAT
Do INATEL à Fundação INATEL