Praticantes do INATEL integrados na FPF
A Fundação INATEL e a Federação Portuguesa de Futebol protagonizam um momento histórico com a assinatura de um protocolo que une duas das maiores organizações do futebol nacional.
A Fundação INATEL conta no momento atual com mais de 7000 jogadores inscritos, mais de duzentas equipas em jogo. Futebol amador, de recriação e lazer, que movimenta aficionados pelo desporto e que a partir do dia 07 de junho de 2018 estão na INATEL como praticantes federados. 
Na cerimónia, Fernando Gomes, Presidente da FPF, Francisco Madelino, Presidente do Conselho de Administração da Fundação INATEL, e os presidentes das Associações Distritais selaram acordos que, doravante, enquadram os praticantes de futebol informal e de lazer na esfera federativa. A FPF, por seu turno, oferecerá formação e garantirá a prática das competições do INATEL nas melhores condições de segurança e saúde. 
Fernando Gomes sublinha que o futebol amador não deve descorado, «deve ser incrementado, e com esta atitude de aproximação tendemos claramente que o desporto de recriação e lazer tenha lugar na sociedade, dessa forma potenciar os mais 7000 atletas que o praticam em condições de segurança e saúde; é fundamental inseri-los na órbitra da Federação sem as duas entidades perderem a sua identidade própria.»
Para Francisco Madelino, Presidente da Fundação INATEL, trata-se de «um protocolo histórico entre duas instituições com se complementam mas distintos, um para promover o futebol amador, de recriação, e outro com objetivo competitivo, e queremos complementar-nos.
A Federação tem conhecimento, tem árbitros, tem uma implantação no terreno que nos pode ajudar imenso a desenvolver no terreno o futebol amador em Portugal para os ativos trabalhadores», disse.
Recorde-se que, ao longo dos últimos anos, a FPF, no cumprimento do decreto lei 45/2015, de 09 de abril, já assinou protocolos de integração de praticantes informais de futebol e futsal similares com os municípios de Barcelos, Fafe, Santarém, Vila Nova de Famalicão, Guimarães, Mirandela, Lisboa, Valpaços, Vila Franca de Xira, Madeira (2), Mafra, Sousel, Arouca, Sever do Vouga, Odivelas, Cadaval, Torres Vedras, Abrantes, Sesimbra, Lisboa, Vagos, Estarreja, Vale de Cambra, Castelo de Paiva , Espinho, Seixal além de contratos programa de desenvolvimento desportivos com as autarquias de Pombal e Mealhada. Mais de dez mil praticantes de recreação, além dos sete mil agora anunciados, já  foram integrados na FPF.